Abstraindo.com

RSS Twitter Facebook

10
out

Você é uma pessoa que sente que tem a privacidade invadida pelos grandes da internet como o Facebook ou Google?
Então essa ferramenta foi feita pra você.

Privacy Fix Screenshot

Nós estamos cansados de saber que essas empresas ganham dinheiro a partir de nossos perfis e interações, ou você ainda acha que aquelas publicidade batiam com seu gosto por coincidência? hehehe Mas essas empresas não podem ter acesso a todas as nossas informações sem a nossa permissão, então eles nos dão a opção de bloquear esse acesso mas, por padrão, deixam essas opções desativadas. Essa extensão/add-on serve exatamente para isso. Ela verifica quais são os pontos vulneráveis de acesso a sua privacidade e te ensina como bloquear esse acesso.

Instale o Privacy Fix.

 

10:24 - 10 de outubro de 2012
2
ago

Quando criamos uma Tag utilizando SVN são duplicados todos os arquivos do projeto com um prefixo ._ no nome, por exemplo: Se temos um arquivo bacanudo.rb no projeto, será criado um arquivo ._bacanudo.rb.

Eu importei alguns repositórios SVN no Bitbucket e ao fazer a importação, os diretórios .svn foram excluídos, porém os arquivos de controle de Tag do SVN não.

Como eu não queria essa sujeira em meu projeto, fiz o seguinte: Clonei o projeto em minha máquina, entrei no diretório do projeto e rodei o seguinte comando para excluir todos os arquivos que tivessem o prefixo ._ no meu projeto:

find * -iname "._*" -exec git rm -f {} \;

Após isso commitei as alterações e fui feliz! :)

OBS: Se você quiser apagar os diretórios .svn você pode usar o comando assim:

find * -iname ".svn" -type d -exec git rm -f {} \;

Isso aew pessoa, fica mais uma dica de como o Terminal é poderoso ;)

, , , , ,

12:17 - 2 de agosto de 2012
5
jul

Isso aew abstratos, depois de aprender a instalar nossas boxes e colocar elas para rodar, vamos a parte mais bacana da coisa.

Configurando o que vai ser instalado no ambiente

Para fazer essas isso o Vagrant utiliza configurações de Provisioning que ficam em um arquivo que chamamos de manifesto.

Nosso sistema de provisioning será o Puppet. (mais…)

, , , , , , , ,

18:57 - 5 de julho de 2012
5
jul

Fala abstratos tudo bom?! Hoje vou trazer pra vocês um tema que tem estado em alta entre os desenvolvedores: O Vagrant.

Antes de mais nada, o que é isso?

O Vagrant, basicamente, é uma ferramenta que automatiza o uso e criação de máquinas virtuais.

Certo, mas.. Pra que eu quero um ferramenta como essa?

O Vagrant para mim é um “isolador” de ambiente de desenvolvimento, ou seja, eu utilizo ele para montar todo meu ambiente e mantê-lo longe do meu SO de uso diverso. No meu caso uso a mesma máquina para desenvolver e jogar WoW, Diablo e etc então quando estou jogando não quero que meu ambiente esteja rodando em background.

Além de isolar seu ambiente, você pode facilmente movê-lo de uma máquina para outra, o que lhe permite ter o mesmo ambiente de desenvolvimento em casa e no trabalho ou para toda sua equipe.

Bom, chega de introdução, vamos por a mão na massa. (mais…)

, , , , , , , ,

18:16 - 5 de julho de 2012
29
jun

Fala abstratos, tudo bom?!

Hoje vamos aprender de forma simples e rápida como fazer com que os relatórios do Google Analytics exibam dados sociais do Facebook e Twitter. Afinal mais uma ferramenta de análises de redes sociais nunca é demais. :)

Antes de mais nada, como funciona essa integração?

É simples: a cada ação de uma rede social, você grava uma entrada em uma fila chamada _gaq (Google Analytics Queue), e quando o tracker do GA mandar as informações pro Google essa fila é executada.

Então nós precisamos fazer com que a cada interação social a fila seja populada, para isso vamos usar a seguinte linha de código javascript:

_gaq.push(['_trackSocial', network, socialAction, opt_target, opt_pagePath]);

Onde '_trackSocial' é o tipo de informação da fila, network é a rede (Facebook, Twitter e etc.), socialAction é referente aos likes, unlikes, tweets e afins, o opt_target é a URL que sofreu essa ação e o opt_pagePath que é opcional  e não nos importa :)

Pronto, isso já o suficiente para qualquer um por essa funcionalidade pra rodar. Mas como todo mundo sabe sempre temos problemas hehehe (mais…)

, , , , , , , , , ,

18:08 - 29 de junho de 2012
21
jun

As pessoas vivem me perguntando o que eu faço da vida, e logo em seguida, após ouvir minha resposta, perguntam se eu gosto do que eu faço. A resposta é sempre simples: eu gosto muito do que eu faço. Sou desenvolvedor, programador, ou para muitos, o rapaz que trabalha com internet. Gosto de “codar”, gosto de aprender, gosto de solucionar problemas com um arquivo com códigos escritos :) (mais…)

, , , , ,

14:48 - 21 de junho de 2012
12
jun

Eu estava com uns minutos livres antes de sair do trabalho quando resolvi que eu ia instalar a nova versão do Ruby (1.9.3) no meu RVM e fazer um projetinho para adiantar uma demanda que deve vir pra mim nas próximas semanas, mas derrepente me deparei com um grande problema! Um erro bizarro! Quem tem a coragem de cuspir na minha cara que ele é um [BUG]!

Eu instalei a rubie 1.9.3 com rvm install ruby-1.9.3 --with-gcc=clang (devido ao bug de compatibilidade com o LLVM do xCode), até aí tudo correndo bem, então mandei instalar o rails, o sistema instalou, mas o rodar o bundle install:

/Users/brunno/.rvm/rubies/ruby-1.9.3-p194/lib/ruby/1.9.1/net/http.rb:799: [BUG] Segmentation fault

Fui pesquisar e descobri que esse problema é uma falha ao utilizar requisições http via openssl pelo Ruby. Logo em seguida descobri que esse problema acontece com quem tem o openssl instalado via MacPorts! (mais…)

, , , , , , ,

13:00 - 12 de junho de 2012